O que é uma Franquia? Veja 14 Vantagens de Abrir uma Franquia

Se você quer se tornar um empreendedor, provavelmente, já se viu na dúvida entre abrir um negócio próprio ou uma franquia. Mas você sabe o que é franquia?

Veja neste artigo o que é e porque ela é uma ótima alternativa para começar o seu negócio.

História das franquias

Franquia é um modelo de negócio já criado; consolidado; e padronizado, através de testes realizados.

O sistema de franquias é muito mais antigo do que pensamos. Segundo alguns estudiosos, práticas semelhantes podiam ser vistas no século XII, na Europa, quando a Igreja passou a dividir terras com a nobreza, no auge do sistema feudal.

Esses nobres detinham o poder de coletar impostos e taxas sobre as terras e repassavam para a Igreja o total arrecadado descontado um percentual que lhes era concedido.

O  franchising como é visto hoje teve origem nos Estados Unidos por volta de 1850. A primeira empresa de que se tem notícias a aderir a este formato empresarial foi a Singer, fabricante de máquinas de costura, permitindo a utilização de sua marca e a comercialização de seus produtos com a intenção de aumentar sua atuação no mercado norte americano.

Depois da Singer, empresas como a GM e a Coca Cola também aderiram ao sistema de franquias.  Hoje a maior referência neste ramo de negócio é o Mc Donald’s.

No Brasil as primeiras empresas que se beneficiaram deste método foram as empresas americanas de ensino de idiomas CCAA e Yazigy, em meados de 1960.

O que é franquia?

Franquia, franchise ou franchising, segundo a lei de franquias, nº 8.955:

“É um sistema empresarial pelo qual o franqueador (detentor da marca) cede ao franqueado (autorizado a explorar a marca) o direito de uso ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante a remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício”.

Conceito de Franquia (Resumido)

Basicamente, uma franquia é:

1. Um modelo de negócio já criado;
2. Consolidado; e
3. Padronizado, através de testes realizados.

Com isso, os riscos e os problemas com gestão diminuem, tornando esse sistema muito interessante, principalmente para novos empreendedores.

No sistema de franquias, o franqueador autoriza o franqueado a:

1. Exploração dos direitos da marca ou patente;
2. Distribuição dos produtos ou serviços em mercado pré definido;
3. Acesso a tecnologias desenvolvidas, exclusivamente, para a implantação do negócio; e
4. Utilização do modelo operacional e de gestão.

Por que as franquias são ótimas para começar um bom negócio?

Se você está pensando em aderir à uma franquia, deve estar se perguntando se isto é de fato um bom negócio.

Assim como todo tipo de investimento, as franquias possuem suas vantagens e desvantagens.

Vantagens das franquias

Veja 14 vantagens que as franquias podem ter em relação a negócios comuns

Muitas são as vantagens de iniciar um negócio através de uma franquia, abaixo serão listados 14 pontos positivos:

#1 — Treinamento inicial feito pelo franqueador

Se você realmente quer empreender, mas não tem experiência e não sabe como treinar sua equipe, o sistema de franquias é uma boa opção, pois o franqueador prestará todo o treinamento necessário para se iniciar o empreendimento.

Em alguns casos, o franqueador disponibiliza alguns funcionários para a inauguração do negócio.

#2 — Franqueador presta assistência permanente ao franqueado

Ao abrir um negócio próprio, sem experiência, sair de crises ou resolver problemas que podem ocorrer num novo empreendimento, pode ser muito difícil, pois você não estará respaldado por pessoas experientes e capacitadas.

Em contrapartida, ao se tornar um franqueado, você poderá contar com assistência permanente do franqueador.

Isso é muito importante para se adquirir experiência na gestão e tomada de decisões.

#3 — Marca já estabelecida com nome e reputação fortes

Uma das maiores dificuldades de começar um negócio próprio é se estabelecer no mercado como uma marca forte.

Isso poderá levar anos ou nunca acontecer.

Você já deve ter visto uma propaganda de uma grande rede informando a inauguração de mais uma unidade. O que não é informado é se essa é uma unidade própria ou se é uma franquia.

Para os clientes, é mais uma loja e mais uma opção de compra daquela marca.

Começar um negócio com potenciais clientes já conquistados é um privilégio de quem inicia por meio de uma franquia.

#4 — Investimento inicial menor que em um negócio próprio;

Realize um plano de negócios, e nele reúna informações necessárias a respeito dos custos financeiros para implantar um novo empreendimento da mesma qualidade daquela franquia pela qual você se interessou.

Talvez, você possa se assustar com tamanha disparidade de valores, por isso, essa é mais uma vantagem a ser considerada por quem pretende abrir uma franquia.

#5 — Custo menor com propagandas de alta qualidade;

Uma das maiores estratégias para atrair novos clientes é baseada nas campanhas de marketing. Para adotar essa tática, é preciso um alto investimento, e, possivelmente, não atinja a qualidade das campanhas de marketing das grandes redes.

Se você não dispõe de uma quantia razoável para ser gasta nessa estratégia, as franquias têm mais esse benefício, pois os custos com publicidades, podem ser rateados entre toda a rede ou determinados por um fundo de propaganda.

#6 — Aproveite do poder de compra do franqueador

Quanto maior for o volume de compra de uma empresa, mais baixo será o valor desembolsado financeiramente por um produto ou serviço.

Isso só é possível por conta de fusões, aquisições ou por uma concentração empresarial, como no caso das franquias.

Essa é uma grande vantagem competitiva que, talvez, não fosse viável através de uma única empresa.

#7 — Risco menor,  possibilidade de sucesso maior

Os riscos de um novo negócio sempre existirão, contudo, segundo dados divulgados pelo Sebrae, 80% da empresas fecham em um período de cinco anos, enquanto, nas empresas franqueadas, este número cai para 15%.

O risco de falência cai, consideravelmente, no sistema de franchising, porque o franqueador já conhece a atuação do segmento no mercado e o direciona através de marketing, localização e atendimento que são pontos fundamentais ao empreendimento.

#8 — Acompanhamento periódico por um supervisor de campo;

Apesar da lei de franquias não obrigar a existência desse profissional, muitas delas adotam o consultor de campo ou consultor de franquias, em seu sistema de franchising.

Este deve ser um diferencial a ser avaliado na hora de escolher uma franquia, pois é o consultor de campo o principal elo entre o franqueado e o franqueador e é através dele que circulam as ideias e objetivos das duas partes.

Uma das principais funções do consultor, além de observar e avaliar se os padrões e as exigências do franqueador estão sendo aplicados, é (como o nome sugere) prestar consultoria aos franqueados identificando problemas e discutindo formas de alcançar melhores resultados.

Viu como esse profissional é importante? Tem uma frase que eu gosto muito e que vale ser lembrada:

“Se você quer ir rápido, vá sozinho; se quiser ir longe, vá acompanhado”.

#9 — Pesquisas, estudos e desenvolvimento contínuos pelo franqueador

Para estar sempre presente no mercado e em constante crescimento, é preciso estudar e aperfeiçoar o negócio, frequentemente.

Os custos com pesquisa e desenvolvimento de novos produtos ou serviços no sistema de franquias é uma atribuição que cabe ao franqueador que os testará em suas unidades antes de lançá-los em sua rede.

Essa, sem dúvida, é uma ótima forma de ter acesso a inovações e o que é melhor: com custo zero. Entretanto, algumas franquias aderem ao sistema de rateio, assim como vimos no desenvolvimento de propagandas, por isso é muito importante analisar com atenção a circular de oferta de franquia (COF), é nela que estão descritas as principais exigências da Lei 8.955.

#10 — Proteção territorial em relação a outras lojas da mesma marca

Ao escolher uma franquia é importante observar se ela, contratualmente, prevê uma proteção territorial.

Essa garantia deve ser levada em consideração na hora de escolher sua franquia, pois ela permitirá que seu negócio se valorize e, consequentemente, possa crescer.

Mas, para fazer uso deste privilégio, é muito importante analisar o plano estratégico de expansão da marca.

Em alguns casos, o isolamento do franqueado em determinada área, pode dar brecha para a entrada de concorrentes.

#11 — Maior credibilidade junto às instituições financeiras

Obter crédito junto aos bancos para abrir uma nova empresa é uma tarefa árdua. Geralmente, para conseguir financiamentos, o empresário terá que apresentar seu plano de negócios.

Está é uma vantagem que estará disponível para você, dependendo da franquia que escolher.

Existem diversas redes de franquias que firmaram parcerias com instituições financeiras para oferecer linhas de crédito especiais para seus futuros franqueados.

#12 — Modelos de gestão formatado

Quando você contrata os direitos de uso de uma marca, os modelos de gestão da franquia já estão prontos, facilitando, com isso, sua implementação.

Esta, sem dúvida, é uma das maiores vantagens ao adotar o franchising como modelo de negócio, pois você só precisará fazer o investimento inicial, escolher uma boa equipe e abrir a loja, sem precisar se preocupar em estudar qual a melhor forma de gerir seu negócio.

Com isso, o franqueado poderá focar todos os esforços na venda e no bom atendimento de seus clientes.

#13 — Transferência de know-how e segredos comerciais;

Depois de assinado o contrato, o franqueador, na fase de treinamento, deve passar ao franqueado todo o conhecimento sobre as técnicas de produção e venda de produtos.

É o que chamamos de know-how, expressão que significa “conhecimento prático”, ou “habilidade“, ou ainda “tecnologia” para solucionar determinada situação. Trata-se da experiência da empresa a ser transmitida a seu franqueado.

#14 — Retorno do investimento em menor tempo;

Por ser um método já criado, testado e aprovado, onde todos os possíveis problemas já foram estudados e, de alguma forma, possuem sua solução pré definida, torna o sistema de franquias um investimento de risco, relativamente, baixo.

Ao abrir seu negócio por meio de uma franquia, dependendo da atividade, você fica mais próximo do ponto de equilíbrio (despesa igual a receita), e, consequentemente, mais próximo de obter a tão esperada lucratividade nas operações.

Quanto mais rápido obtiver lucro em seu negócio, maior será a rentabilidade (que indica o percentual de retorno do investimento realizado na empresa).

Nas franquias o retorno do investimento inicial, geralmente, ocorre num menor prazo.

Desvantagens

Agora que você já sabe o que é franquia e suas vantagens, falaremos brevemente das desvantagens:

  • Menor autonomia e controle – para verdadeiros empreendedores, ter que se adaptar a regras pré estabelecidas pode ser um incômodo;
  • Auditoria feita pelo franqueador – com o intuito de localizar possíveis falhas operacionais;
  • Um fato isolado pode afetar toda rede – um mau desempenho de uma franquia pode afetar as operações de toda a rede;
  • Custos com taxas e royalties – depois de algum tempo, o franqueado pode achar que essas despesas extras estão impactando negativamente o fluxo de caixa;
  • Preço de venda definido pelo franqueador – diferentemente de um negócio próprio, onde o dono controla todos os preços, na franquia só o franqueador pode calcular e sugerir preços;
  • Controle na venda do negócio – o franqueado não pode vender sua franquia sem que o franqueado aprove o comprador;
  • Localização forçada – mesmo se você possuir um bom imóvel para instalação da franquia, o franqueador pode não aprovar e determinar outro local;
  • Risco de má gestão do franqueador – se o franqueador adotar a comercialização errada de um produto ou uma campanha mau feita, o franqueado também sofre as consequências;
  • Compra com fornecedores do franqueador – a franquia fica presa aos fornecedores estipulados pelo franqueador;

Os números do setor de franquias

O Brasil é um dos países que mais possuem franquias, e a abertura de novas franquias cresce a cada ano

Não há dúvidas de que este modelo de negócios é um sucesso, aqui no Brasil. Segundo números divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2019 houve um aumento de 6,1% no setor, em relação a 2018.

Já são mais de 160.000 unidades de franquia em operação no Brasil, registrando aproximadamente R$ 182 Bilhões em faturamento nos últimos 12 meses.

Se você se interessou e quer realmente comprar uma franquia, contrate um bom advogado para fazer uma análise minuciosa na COF.

Nela, você conseguirá informações como:

  • Histórico resumido;
  • Balanços e demonstrações financeiras da empresa franqueadora;
  • Indicação precisa de todas as pendências judiciais em que estejam envolvidos o franqueador;
  • Descrição geral do negócio e das atividades que serão desempenhadas pelo franqueado;
  • Perfil do franqueado ideal;
  • Envolvimento do franqueado na operação e na administração do negócio;
  • Total estimado do investimento inicial necessário à aquisição, implantação e entrada em operação da franquia;
  • Valor da taxa inicial de filiação ou taxa de franquia e de caução;
  • Valor estimado das instalações, equipamentos e do estoque inicial e suas condições de pagamento,
  • Uma minuta do contrato, entre outras.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é franquia, suas vantagens, desvantagens e seus números, siga esse passo a passo:

  • Faça uma auto avaliação para descobrir seu perfil empreendedor;
  • Escolha o segmento de mercado com o qual você mais se identifica;
  • Avalie sua capacidade financeira para compra e capital de giro necessário;
  • Faça o primeiro contato com o franqueador, geralmente essa etapa é feita através da internet;
  • Tome conhecimento do pré contrato e da COF;
  • Se tudo estiver correto, assine o contrato, juntamente com o pagamento das taxas;
  • Escolha o ponto a ser aprovado pelo franqueador;
  • Abra uma empresa;
  • Treinamento realizado pelo franqueador a você e sua equipe;
  • Inauguração.

Apesar de ser um negócio com risco menor, ainda assim, ele existe.

Avalie suas expectativas e experiências profissionais. Será que você está disposto a seguir regras e padrões que uma franquia impõe?

Se esse não for o seu perfil, pense na possibilidade de abrir o seu próprio negócio.

Para muitas pessoas, o prazer de criar algo e fazer o que gosta não tem preço, mesmo que isso requeira um esforço maior.

Ebook Renda Extra Online

Ebook Renda Extra Online

Aprenda como ter uma renda extra consistente e duradoura pela internet ou até mesmo viver exclusivamente disso

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *